Notícia:

Vídeo mostra Rio Cuiabá ''recheado'' de peixes durante a Piracema

Segundo decreto estadual. até o dia 31 de janeiro de 2020, pesca está proibida nos rios de Mato Grosso
Vídeo mostra Rio Cuiabá ''recheado'' de peixes durante a Piracema Foto: Divulgação

Um vídeo que está circulando nas redes sociais mostra o Rio Cuiabá "recheado" de peixes. A grande quantidade é notada por causa da Piracema, período de reprodução dos peixes.

Leia também:
Marcos Harter é investigado pelo CRM-MT por divulgar preços de cirurgias plásticas nas redes sociais

Em Mato Grosso, o período de defeso teve início em 1º de outubro e será encerrado em 31 de janeiro de 2020. Durante essa época do ano, eles se deslocam até as nascentes dos rios ou até regiões rasas dos rios para desovar.

No vídeo, é possível ver cardumes se movendo em toda a extensão do rio. O autor do fica impressionado com a quantidade de peixes.

"Olha aí pessoal... será que tem peixe? O rio inteirinho...Mato Grosso é rico de peixe!”, disse.

A pesca durante o período da Piracema é considerada ilegal, podendo gerar multas que variam entre R$ 1 mil e R$ 100 mil, com acréscimo de R$ 20 por quilo de peixe encontrado.

A pesca de subsistência, aquela praticada artesanalmente por populações ribeirinhas ou tradicionais para garantir a alimentação familiar, sem fins comerciais, é permitida em cota diária de três quilos e um exemplar de qualquer peso por pescador.

A pesca de caráter científico, previamente autorizada pelo órgão ambiental competente, também é isenta de multa.

A fiscalização é realizada pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), Batalhão da Polícia Militar e Proteção Ambiental (BPMPA), Juizado Volante Ambiental (Juvam), Delegacia Especializada do Meio Ambiente (Dema), Ibama e ICMBio.

Veja vídeos:

 

 

 

 

 
Fonte: Midia news

Comentários

{{countcoment}} COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
{{car.nome}}
{{car.comentario}}
{{car.mais}}
{{car.menos}}