Notícia: Pandemia

Prefeitura mantém escolas e academias fechadas e pede continuidade do isolamento

Prefeitura mantém escolas e academias fechadas e pede continuidade do isolamento Foto: Reprodução

O prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) assinou neste sábado (9) dois novos decretos, referentes às medidas de prevenção contra o novo coronavírus. Permanecem fechadas as escolas, academias e também os parques públicos onde são praticadas atividades esportivas. Algumas das medidas devem durar até o dia 28 de junho.

Leia também:
Prefeitura decide fechar espaços públicos para evitar disseminação do coronavírus em MT

No início do pronunciamento o prefeito comemorou os baixos índices que Cuiabá tem registrado, com relação à contaminação e óbitos por coronavírus. Emanuel disse que, apesar de Cuiabá estar em uma boa situação, não é momento de relaxar as medidas de isolamento e prevenção, para evitar que a doença se espalhe.

"A orientação ainda é, quem puder, fique em casa, evite aglomerações, evite transporte coletivo, cuide da higiene pessoal, lave a mão e use álcool em gel, não mudou nada, desde o primeiro dia". 

Os dois decretos trataram sobre a continuidade da suspensão de algumas atividades públicas e também de gastos. O prefeito afirmou que as atividades nas academias, que geram mais de R$ 1 milhão de impostos ao município todo mês, continuarão suspensas, devendo seu funcionamento ser avaliado levando em consideração o avanço do vírus em Cuiabá em maio. O mesmo serve para outras atividades comerciais suspensas.

O prefeito disse que tem se reunido com representantes do comércio e outras áreas, que entende as reivindicações, mas que sua prioridade tem sido a segurança e a saúde. O diálogo, porém, deve continuar.

"Nesse mês de maio, tudo estabilizando e não havendo nenhum descontrole no comportamento da Covid, vamos dar sequência à retomada lenta gradual e segura das atividades econômicas. O meu foco é proteger a saúde e a vida da população".

Um dos decretos determina que programas da Secretaria de Educação e serviços de assistência social funcionarão com atendimento mínimo até 28 de junho. O teletrabalho dos servidores municipais também continua até 28 de junho.

A recomendação é para que as aulas na rede pública municipal de ensino retornem no próximo dia 18, porém o prefeito disse que deve avaliar a situação do vírus na capital e pode prorrogar a suspensão. O serviço de transporte coletivo continua operando com 70% da frota até, pelo menos, dia 17 de maio. 

Além disso, continuam suspensas as atividades nos parques públicos municipais, e equipamentos públicos municipais, como quadras e miniestádios, que gerem aglomerações. O Prefeito também recomendou a  suspensão das atividades esportivas nas quadras esportivas dos condomínios e disse que ainda não irá judicializar esta questão.

Um segundo decreto tratou sobre os gastos do Executivo Municipal. Emanuel determinou que, fora os fundos municipais, que são vinculados constitucionalmente, como saúde e educação, todos os demais fundos deverão ser transferidos ao caxa único da Secretaria Municipal de Fazenda. Está suspensa a tramitação de processos de verba remuneratória e estão suspensos gastos não essenciais. As medidas podem ser prorrogadas e o decreto tem validade de 90 dias.

"Não podemos relaxar, achar que está tudo normal, temos um caminho pela frente, lembre-se que o ex-ministro Mandetta falava, e está acontecendo o que ele falava, que final de abril e começo de maio começa o crescimento de contaminação do coronavírus, outro pico será segunda quinzena de maio e mês de junho, Cuiabá esta fora da regra, graças a Deus, porque temos nos cuidado, mas se nós relaxarmos, podemos também descontrolar".

 

Fonte: Olhar Direto

Comentários

{{countcoment}} COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
{{car.nome}}
{{car.comentario}}
{{car.mais}}
{{car.menos}}