Notícia: Enterrou o corpo no banheiro

Morre idoso que escondeu morte de esposa por 25 anos em Sinop

Morre idoso que escondeu morte de esposa por 25 anos em Sinop Foto: Geovanna Klaus

O idoso Jairo Narciso da Silva, de 64 anos, acusado de matar a própria esposa há cerca de 25 anos, morreu nesta terça-feira (05). A causa da morte não foi divulgada. Segundo a funerária Luz e Vida, o homem será sepultado hoje (06), as 16hrs.

Leia também:
Sobrinha de senador morre aos 35 anos após sofrer aneurisma cerebral

Jairo ficou conhecido nacionalmente por ter matado e escondido o corpo de sua esposa Luzinete Leal Militão por 25 anos. Somente em julho do ano passado, ele confessou o crime.

Luzineide foi morta quando tinha 28 anos. Segundo Jairo, autor do crime, ele usou uma barra de ferro para agredir a esposa que estava dormindo e logo depois quando ele percebeu que ela ainda não tinha morrido, colocou algodão na boca e no nariz da vítima, que morreu asfixiada.

Conforme já noticiado pelo GC Notícias, o corpo da mulher foi enterrado no banheiro de uma casa localizada no bairro Jardim das Palmeiras, que na época estava sendo construída. De acordo com o Delegado Ugo Ângelo Reck de Mendonça, foi encontrado no local roupas, joias, documentos pessoais da vítima e pedaços do corpo.

Na época, Jairo esteve o tempo todo na residência indicando o local exato em que ele havia enterrado o corpo. A atual esposa de Jairo também esteve acompanhando o caso. 

O Delegado Ugo, relatou que o suspeito cavou o buraco, jogou o corpo “dobrado”, depois colocou madeira nas laterais e uma tampa por cima, como se fosse um caixão. Na época o banheiro estava em construção, o que facilitou para enterrar. Segundo o perito responsável pelo caso, Leandro Valendorf, foram quase 20 centímetros de concreto, até chegar a localização do corpo.

 

Fonte: GC Notícias

Comentários

{{countcoment}} COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
{{car.nome}}
{{car.comentario}}
{{car.mais}}
{{car.menos}}