Notícia: Covid-19

Mauro Mendes anuncia entrega de 260 leitos para atender casos graves de coronavírus

Mauro Mendes anuncia entrega de 260 leitos para atender casos graves de coronavírus Foto: Christiano Antonucci/Secom-MT

O governador Mauro Mendes (DEM) deu a ordem de serviço, na manhã desta segunda-feira (23), para a construção de mais 200 leitos no Hospital Metropolitano, em Várzea Grande. A unidade será a referência estadual para atendimento dos casos graves de coronavírus. Ao lado dos secretários de Saúde e da Casa Civil, o chefe do Executivo prometeu entregar a obra em “poucas semanas”.  

Leia também:
Prefeito de Cuiabá diz que decreto protege a vida, mantém comércios fechados e cita prefeito de Milão que admitiu erro

“O nosso desafio é fazer, no menor espaço de tempo possível, uma obra de mais de 200 leitos que serão construídos aqui. Esse hospital, dentro de poucas semanas, vai estar com capacidade para atender 260 pessoas que estiverem em situação grave. Se Deus quiser, não ocorrerá. Mas se acontecer, o Governo do Estado estará aqui trabalhando para criar, em tempo recorde, mais 200 leitos para tratar pessoas que eventualmente possam ter casos graves relacionados ao coronavírus”, declarou Mauro Mendes. 

Atualmente o Hospital Metropolitano possui 60 leitos e é referência em cirurgias bariátricas, de ortopedia e procedimentos de alta complexidade. Os atendimentos que unidade realiza no dia a dia, segundo o Governo, não serão suspensos, mas deslocadas para outros hospitais.  

Durante todo o final de semana, o Governo esteve reunido com engenheiros e a com a construtora que irá tocar a obra para que fosse feito um projeto com alternativas mais rápidas, no caso de materiais, para a execução do serviço. A previsão é que os leitos no Metropolitano estejam prontos em no máximo duas semanas. 

Além dessa obra, o Governo já suspendeu todas as cirurgias eletivas nos hospitais regionais para ampliar a capacidade de atendimento dos casos de coronavírus. 

O Governo reforça que o Metropolitano, quando finalizada a obra, irá receber somente casos graves da Covid-19 e que para os casos mais amenos, a população deverá continuar a buscar as UPAs e policlínicas, de modo a não congestionar o sistema. 

 

Fonte: Olhar Direto

Comentários

{{countcoment}} COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
{{car.nome}}
{{car.comentario}}
{{car.mais}}
{{car.menos}}