Terça-Feira, 12 de Novembro de 2019, 08:01

Notícia:

Em inauguração de usina, governador anuncia programa de desburocratização para MT

Em inauguração de usina, governador anuncia programa de desburocratização para MT Foto: Tchélo Figueiredo - SECOM/MT
Leia também:
Extinção de municípios acabará com 374 cargos eletivos em Mato Grosso, entre prefeitos, vices e vereadores

Presente na inauguração da nova usina de biodiesel da Delta, em Cuiabá, na manhã desta terça-feira (1), o governador Mauro Mendes (DEM) anunciou que irá lançar, ainda no mês de outubro, um programa estadual de simplificação e desburocratização, que beneficiará o setor industrial e empresarial de Mato Grosso.

De acordo com o governador, a inauguração da usina é o exemplo de que é possível realizar a prestação de serviços em um espaço de tempo menor, graças ao trabalho realizado pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, comandada pelo secretário César Miranda.

Todo o processo para a instalação e funcionamento da usina foi viabilizado no prazo de 8 meses, segundo o chefe do Executivo. Atualmente, a usina já conta com todas as autorizações de licenças junto aos órgãos reguladores.

“Esse é um exemplo de que nós somos capazes de fazer isso. O tempo de oito meses parece muito longo, mas quando se fala de Brasil, e até mesmo de Mato Grosso, parece um tempo muito exíguo. Então, nós vamos trabalhar nessa direção para criar um ambiente favorável para a atração de novos investimentos”, destacou o governador.

Ainda conforme com Mauro Mendes, “é lamentável que exista hoje no Brasil e em Mato Grosso uma burocracia extremamente excessiva para que alguém possa empreender".

"Nosso grande desafio para o momento é criar um programa estadual de simplificação e desburocratização”. Vamos convidar as principais instituições para acompanhar e gerenciar junto com o governo esse projeto para que nós possamos criar em Mato Grosso um ambiente atrativo para o desenvolvimento e empreendedorismo seja da micro, da pequena, da média ou da grande empresa".

"Nós temos um número muito grande de licenças, mas o tempo é muito demorado. A lógica do serviço público contraria a lógica mundial, aonde nós temos que confiar nas pessoas, dar a oportunidade para elas trabalharem e aí o governo fazer a sua fiscalização, dentro das regras que estão estabelecidas”, ressaltou.

Irão participar desse programa as secretarias de Fazenda, Desenvolvimento Econômico e de Meio Ambiente.

Inauguração da Usina

A fábrica terá capacidade de produção de até 1 milhão de litros de combustível limpo por dia, sendo a sétima maior planta do mercado de biodiesel brasileiro. De acordo com o superintendente da biodisel do Grupo Delta Energia, Silvio Roman, a planta irá empregar, de forma direta, 100 pessoas.

“Acreditamos no desenvolvimento deste setor do país e, há algum tempo, temos estudado expandir nossos negócios em biodiesel. Em abril deste ano, concluímos a compra desta nova fábrica, após a concessão de autorização da Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Mato Grosso”, disse, explicando ainda que após a aquisição, a planta recebeu investimentos em manutenção, reforma e ampliação, que resultaram na modernização de suas instalações.

Um dos fatos que levou o grupo a investir na planta em Mato Grosso foi as medidas da Agência Nacional de Petróleo Gás Natural e Biocombustível (ANP), que determinou o aumento da mistura de biodisel de 10% para 11% no diesel comum.

“A previsão é que, em março de 2020, o percentual da mistura de biodiesel em todo o diesel consumido no Brasil seja de 12%, com perspectiva de atingir 15% até 2023”, explicou, acrescentando que isso demonstra que o cenário é bastante promissor. (Com assessoria)

 

Fonte: Olhar Direto

Comentários

{{countcoment}} COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
{{car.nome}}
{{car.comentario}}
{{car.mais}}
{{car.menos}}