Notícias

Sexta-Feira, 21 de Dezembro de 2018 10:20

Professor da UFMT que estava desaparecido é encontrado morto e polícia suspeita de latrocínio

Família fez queixa depois que recebeu mensagens enviadas com erros de português pelo celular do professor. Professor foi encontrado morto e carro da vítima não foi encontrado.
Autor: Denise Soares
Professor da UFMT que estava desaparecido é encontrado morto e polícia suspeita de latrocínio Francisco Moacir Pinheiro Garcia, de 53 anos, era professor da UFMT em Sinop — Foto: Facebook/Reprodução

Um professor universitário foi encontrado morto no último final de semana entre os municípios de Cláudia e União do Sul, a 608 e 689 km de Cuiabá, respectivamente. Segundo a Polícia Militar e a Polícia Civil, Francisco Moacir Pinheiro Garcia, de 53 anos, estava desaparecido. Ele era professor da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT).

O caso é tratado, inicialmente, como latrocínio.

De acordo com a polícia, o corpo foi encontrado no sábado (15), mas somente nessa quinta-feira (20) um amigo da vítima reconheceu o corpo no Instituto Médico Legal (IML) de Sinop, a 503 km de Cuiabá. Até então o corpo não tinha identificação.

Um boletim sobre o desaparecimento, que teria sido percebido na terça-feira (18), foi comunicado na quinta-feira por um amigo da vítima.

Ele disse que tentou manter contato por ligações e mensagens com o amigo. Uma pessoa respondeu com vários erros de português, o que seria improvável já que a vítima é professor.

Ainda, a foto do perfil no WhatsApp também tinha sido retirada. O telefone estava dando desligado, o veículo da vítima também não foi encontrado na casa dele.

Segundo a polícia, o professor tinha uma consulta médica marcada para quarta-feira (19), mas a atendente da clínica contou que ele pediu para remarcar, já que estaria em viagem e com problemas pessoais.

Na mesma data a vítima mandou mensagem para a família dizendo que estava indo para a consulta. Isso indicaria, conforme a polícia, que alguém usava o celular do professor.

Corpo localizado

No último sábado (15), um corpo foi localizada entre os municípios de Claudia e União do Sul e estava até então sem identificação. O amigo da vítima reconheceu o corpo no IML de Sinop como sendo o professor. O caso é tratado como latrocínio e será apurado pela Derf de Sinop.

Luto na UFMT

escreva aqui a descrição, informação, etc

Fonte: G1 MT

{{countcoment}} COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
{{car.nome}}
{{car.comentario}}
{{car.mais}}
{{car.menos}}