Notícias

Sexta-Feira, 02 de Março de 2018 16:33

Prefeitura de MT decreta situação de emergência após chuvas causarem atoleiros e prejudicarem escoamento de produção

Quatro rodovias estaduais que cortam Nova Maringá ficaram intransitáveis após chuvas em Nova Maringá. Prefeitura usa maquinário do município para tentar amenizar problema.
Autor: Laércio Romão, TV Centro América
Prefeitura de MT decreta situação de emergência após chuvas causarem atoleiros e prejudicarem escoamento de produção Foto: TVCA/Reprodução

A Prefeitura de Nova Maringá, a 392 km de Cuiabá, decretou situação de emergência após chuvas intensas causarem atoleiros em quatro rodovias estaduais e prejudicarem o escoamento da safra na região.

Conforme a prefeitura, foram afetadas as MTs 160, 242, 249 e 492, que dão acesso a municípios como São José do Rio Claro, Juara, Ipiranga do Norte e Campo Novo do Parecis.

À reportagem, a Secretaria Estadual de Infraestrutura (Sinfra) informou que há um convênio com a Prefeitura de Nova Maringá e uma empresa para garantir a trafegabilidade da MT-160. Com relação às outras rodovias, a Sinfra diz que os municípios são responsáveis pela manutenção porque recebem recursos do Fundo Estadual de Tranporte e Habitação (Fethab).

Segundo o prefeito João Braga Neto (PSDB), as estradas não são pavimentadas e, além do agronegócio, o tráfego de ambulâncias e de ônibus de viagens também foi comprometido no município.

"Uma safra desse tamanho não dá pra andar em estrada de chão. Trazer a safra para os armazéns da cidade já é um problema que todos os problemas enfrentam. Agora, decretei [situação de] emergência porque já estava em risco de não conseguir mais sair nem ambulância. Empresas de ônibus deixaram de atender meu município", afirmou.

Maquinário da prefeitura foi usado para fazer um serviço paliativo de recuperação das estradas e, nesta quinta-feira (1º), segundo o prefeito, já era possível trafegar pelas rodovias.

Fonte: G1 MT

FOTOS DA NOTÍCIA Clique na foto para abrir

NOTÍCIAS

{{countcoment}} COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
{{car.nome}}
{{car.comentario}}
{{car.mais}}
{{car.menos}}