Notícias

Sexta-Feira, 22 de Fevereiro de 2019 14:30

Oito mulheres são assassinadas em MT em janeiro, diz levantamento

Os casos de janeiro deste ano são referentes aos municípios de Água Boa, Cáceres, Castanheira, Comodoro, Juara, Nobres, Primavera do Leste e Tangará da Serra.
Oito mulheres são assassinadas em MT em janeiro, diz levantamento Algumas das vítimas assassinadas em Mato Grosso em janeiro de 2019 — Foto: Reprodução

Oito mulheres com idades entre 18 e 59 anos foram assassinadas em Mato Grosso no mês de janeiro. O levantamento foi divulgado pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) nesta quinta-feira (21).

De acordo com a Sesp, os casos de janeiro deste ano são referentes aos municípios de Água Boa, Cáceres, Castanheira, Comodoro, Juara, Nobres, Primavera do Leste e Tangará da Serra.

O levantamento é feito pela Coordenadoria de Estatística e Análise Criminal (CEAC) da Sesp, que utiliza os boletins de ocorrências policiais da Polícia Militar e da Polícia Civil.

No mesmo período de 2018, foram registrados seis casos de homicídios de vítimas do sexo feminino com idades entre 18 e 59 anos.

A Sesp diz que os dados incluem todas as motivações, portanto, não necessariamente podem ser classificados como feminicídios.

É definido como feminicídio “o assassinato de uma mulher cometido por razões da condição de sexo feminino”, isto é, quando o crime envolve: “violência doméstica e familiar e/ou menosprezo ou discriminação à condição de mulher”. A pena prevista para o homicídio qualificado é de reclusão de 12 a 30 anos. Além disso, o crime foi adicionado ao rol dos crimes hediondos.

Casos

Em um dos casos, uma mulher, de 36 anos, foi esfaqueada e morta pelo marido em Tangará da Serra, a 242 km de Cuiabá. Em outro caso, uma mulher de 38 anos foi encontrada morta com sinais de facadas na região do pescoço às margens de uma estrada no Bairro Universitário, em Água Boa, a 736 km de Cuiabá.

Já em janeiro, uma mulher foi presa suspeita de ter mandado matar uma jovem de 22 anos, no dia 17 de janeiro, em Castanheira, a 780 km de Cuiabá. A motivação do crime seria uma dívida que a vítima tinha relacionada ao tráfico de drogas.

Em Nobres, a 151 km de Cuiabá, o corpo de uma mulher foi encontrado em estado de decomposição em um terreno baldio. A vítima foi identificada como Maria Regina Reis, de 46 anos, estava desaparecida há 16 dias. O crime é investigado pela Polícia Civil.

Grasiele Lopes, de 22 anos, foi assassinada em Primavera do Leste, a 239 km de Cuiabá. O marido dela é tratado como suspeito do crime e é procurado pela polícia.

 

Fonte: G1 MT

{{countcoment}} COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
{{car.nome}}
{{car.comentario}}
{{car.mais}}
{{car.menos}}