Notícias

Quinta-Feira, 08 de Março de 2018 18:23

Mulher é atropelada e agredida por homem desconhecido em rua de Várzea Grande

Agressor fugiu após o crime e ainda não foi identificado. Vítima foi socorrida por vizinhos e levada para o Pronto Socorro.
Autor: Lidiane Moraes
Mulher é atropelada e agredida por homem desconhecido em rua de Várzea Grande Pérpetura foi atropelada e agredida por desconhecido próximo à casa dela (Foto: Arquivo Pessoal)

Uma mulher, de 53 anos, ficou gravemente feriada após ser atacada por um homem desconhecido, na manhã de quarta-feira (7), em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá. Perpétua Silveira Mello foi socorrida por vizinhos e levada para o pronto socorro do município. O agressor ainda não foi identificado.

Segundo relatos do filho dela, Erick Silveira Santos, a agressão ocorreu no Bairro Parque Boa Vista, região da Praia Grande, por volta de 11h.

O filho contou que a mãe saiu de casa, em direção à casa do namorado dela, quando foi abordada por um homem desconhecido, que estava de carro. Ele perguntou se havia alguma chácara para alugar na região. Ela deu a informação e o homem seguiu em direção ao local indicado.

Minutos depois ela saiu da casa do namorado e foi para a casa do filho visitar a nora, que fica próximo à casa do namorado dela.

Cerca de meia hora depois, a mulher saiu da casa do filho e estava indo para casa, quando foi abordada pelo homem novamente. Ele disse que estava passando mal e perguntou se ela poderia lhe dar água.

Perpértua desconfiou da atitude dele e disse que não morava na região, mas indicou um bar onde o homem poderia tomar água. Ele fingiu que ia na direção indicada por ela, mas voltou com o carro e a atropelou.

A mulher caiu, mas conseguiu se levantar. O homem, no entanto, saiu do carro e começou a agredi-la. Ele mostrou que estava armado e deu coronhadas na cabeça dela.

Ela lutou com ele e conseguiu escapar, correu e entrou na casa de um vizinho, onde foi socorrida.

A mulher foi levada para o Pronto Socorro de Várzea Grande. O homem, ainda não identificado, fugiu. A vítima não imagina o que possa ter motivado o crime, mas acredita que possa se tratar de uma tentativa de estupro.

A família registrou boletim de ocorrência e a polícia deve investigar o caso.

Fonte: G1 MT

{{countcoment}} COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
{{car.nome}}
{{car.comentario}}
{{car.mais}}
{{car.menos}}