Quarta-Feira, 23 de Outubro de 2019, 04:45

Notícia:

Mulher é assassinada em hotel, corpo é encontrado 2 dias depois em quarto e polícia suspeita do ex em MT

Vítima se hospedou no hotel na companhia de um homem, que deixou o local no mesmo dia em que chegaram. Dois dias depois, os funcionários abriram o quarto e encontraram o corpo da mulher em cima da cama.
Mulher é assassinada em hotel, corpo é encontrado 2 dias depois em quarto e polícia suspeita do ex em MT Luciana Aparecida da Silveira, de 32 ano, foi encontrada morta em cama de hotel em Várzea Grande — Foto: Polícia Militar de Várzea Grande/Divulgação
Leia também:
Policiais apreendem 106 quilos de droga e criminoso é baleado na troca de tiros em Mato Grosso

Uma mulher foi encontrada morta na manhã desta quarta-feira (10) dentro de um quarto de hotel na região do Bairro Chácara dos Pinheiros, em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá. Ela teria sido assassinada por asfixia.

Segundo a Polícia Militar e a Delegacia Especializada em Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), a vítima foi identificada como Luciana Aparecida da Silveira, de 32 anos. O ex-companheiro dela, Daniel Domingos Mendes, de 39 anos, é apontado pela DHPP como principal suspeito do crime.

Daniel não foi localizado e é procurado pela polícia. O hotel fica perto do Trevo do Lagarto.

De acordo com a polícia, o corpo de Luciana foi encontrado por funcionários do hotel dois dias depois que ela se hospedou no local. Ela teria ido ao hotel acompanhada pro um homem por volta de meio-dia na segunda-feira (8).

O homem trancou o quarto e deixou o hotel por volta de 15h do mesmo dia e não retornou.

Na quarta feira pela manhã os funcionários do Hotel entraram no quarto e viram o corpo de uma mulher em cima da cama.

A Perícia Oficial Técnica (Politec) apurou, preliminarmente, que a vítima teve morte por asfixia mecânica.

As investigações apontam o ex-companheiro de Luciana como principal suspeito.

 

Fonte: G1 MT

Comentários

{{countcoment}} COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
{{car.nome}}
{{car.comentario}}
{{car.mais}}
{{car.menos}}