Sábado, 20 de Julho de 2019, 16:46

Notícia:

Mais de 80 câmeras vão monitorar rodovias de MT para coibir sonegação, crimes ambientais, roubo e furto de veículos

Meta é que até o fim do ano vários pontos das rodovias sejam monitorados. Ao todo, serão gastos cerca de R$ 8 milhões.
Mais de 80 câmeras vão monitorar rodovias de MT para coibir sonegação, crimes ambientais, roubo e furto de veículos Rodovias vão ser monitoradas — Foto: Gabriel Aguiar/Sesp-MT

Oitenta e oito câmeras vão monitorar as rodovias estaduais, por meio de um sistema integrado de monitoramento de veículos, das secretarias estaduais de Segurança Pública (Sesp), de Fazenda (Sefaz) e de Meio Ambiente (Sema). Os equipamentos vão ser instalados neste ano, mas ainda não há data exata do funcionamento.

O sistema visa integrar tecnologia de imagens e trocas de informações entre as secretarias, no intuito de coibir a sonegação fiscal, crimes ambientais, roubo e furto de veículos, tráfico de drogas e redução da violência nas rodovias.

A meta é que até o fim do ano vários pontos das rodovias sejam monitorados. Ao todo, serão gastos cerca de R$ 8 milhões.

Atualmente nenhuma rodovia do estado é monitorada.

Todas as imagens serão recebidas pelo Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp).

A intenção é aumentar a vigilância. Segundo a Sesp, em abril deste ano, o Ciosp ampliou em 55% o videomonitoramento em Cuiabá e Várzea Grande. O incremento é resultado da parceria público privada na recepção das imagens. Ao todo foram inseridas 59 novas câmeras, totalizando 161 unidades.

As câmeras estão instaladas em pontos estratégicos da região central e nos bairros.

A parceria para realizar o videomonitoramento consiste em cidadão adquirir a câmera e fazer a instalação na frente do estabelecimento comercial. Todas as imagens captadas externamente chegam ao centro de controle do Ciosp e são monitoradas.

 

Fonte: G1 MT

Comentários

{{countcoment}} COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
{{car.nome}}
{{car.comentario}}
{{car.mais}}
{{car.menos}}