Quarta-Feira, 23 de Outubro de 2019, 04:52

Notícia:

Mãe procura delegacia e diz que filho de 8 anos foi estuprado em banheiro de igreja em Cuiabá, diz polícia

Menino disse que dois garotos, de aproximadamente 10 anos, abusaram dele no local. Mãe e avó acharam estranho o comportamento do menino e o questionaram sobre o ocorrido.
Mãe procura delegacia e diz que filho de 8 anos foi estuprado em banheiro de igreja em Cuiabá, diz polícia Caso é investigado pela Delegacia Especializada de Defesa da Criança e do Adolescente (Deddica). — Foto: Polícia Civil-MT/Assessoria

Uma mãe procurou a Delegacia Especializada de Defesa da Criança e do Adolescente (Deddica), na noite dessa segunda-feira (7), para denunciar que o filho dela, de 8 anos, foi supostamente estuprado dentro do banheiro de uma igreja evangélica, em Cuiabá.

Leia também:
Depois de 15 anos, acusado de matar empresária e bancário é preso pela PM

A situação teria ocorrido na Igreja Evangélica Assembleia de Deus (IEAD) do bairro Centro América.

De acordo com o boletim de ocorrência registrado na Deddica, o menino estava com a avó na igreja quando teria sofrido os abusos no banheiro, por volta de 18h. A vítima participaria de um ensaio com outras crianças na igreja.

A avó relatou que o neto apresentava um comportamento estranho. Quando chegaram em casa, a avó e a mãe conversaram com a criança.

Ele disse à família que dois meninos, que teriam aproximadamente 10 anos, o seguraram no banheiro, tiraram a roupa dele e cometeram o abuso.

A mãe relatou que os dois garotos são conhecidos da família, inclusive entregou à polícia o nome dos dois.

Em nota, a assessoria da Polícia Civil informou que houve o registro por estupro de vulnerável na igreja, no entanto, por se tratar de um crime contra a dignidade sexual envolvendo uma vítima menor de idade, não repassados detalhes da investigação.

O suposto estupro é investigado pela Deddica.

 

Fonte: G1 MT

Comentários

{{countcoment}} COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
{{car.nome}}
{{car.comentario}}
{{car.mais}}
{{car.menos}}