Quarta-Feira, 23 de Outubro de 2019, 04:55

Notícia:

Em encontro em Brasília, Mauro e Witzel prometem integrar polícias de MT e RJ

Em encontro em Brasília, Mauro e Witzel prometem integrar polícias de MT e RJ Foto: Reprodução

Em Brasília (DF) para participar de mais uma edição do fórum dos governadores,  Mauro Mendes (DEM) e o governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel (PSC-RJ) firmaram acordo de aproximação entre as polícias dos dois estados para que elas possam trabalhar em parceria com a Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal no combate ao tráfico de drogas e de armas.

Leia também:
TCE notifica governador sobre desmatamento ilegal na Amazônia

 

“Eu e o governador Mauro Mendes estamos integrando e vamos aproximar nossas polícias para que a gente possa trocar informações, melhorar e aprofundar o combate ao tráfico de armas e de drogas”, disse o governador carioca, em vídeo publicado em suas redes sociais.

“É inadmissível que o tráfico continue utilizando os portos e fronteiras do Brasil e mantenha a população refém sob a mira de armamento pesado. Com os governadores atuando em conjunto, tornaremos a Segurança Pública mais efetiva e diminuiremos os índices de violência do país, afirmou.

Em resposta, Mendes garantiu que irá trabalhar junto com Witzel e com o Governo Federal para melhorar a segurança pública do Brasil. “Vamos trabalhar juntos, temos que unir esforços dos governadores, do Governo Federal para melhorar os nossos resultados na segurança pública do país”.

Eleito com um forte discurso em defesa do endurecimento no combate ao crime, Witzel, desde que assumiu o Estado, tem causado polêmica pela sua política de segurança pública, como ordens para que policiais matem quem estiver portando fuzil e sugestões como a criação no Rio de uma prisão militar semelhante a dos Estados Unidos na ilha de Guantánamo, em Cuba.

 

Fonte: Olhar Direto

Comentários

{{countcoment}} COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
{{car.nome}}
{{car.comentario}}
{{car.mais}}
{{car.menos}}