Notícias

Sexta-Feira, 06 de Abril de 2018 10:38

Em 24 horas, três condutores são presos por embriaguez na BR-364 em MT

Condutores foram submetidos ao teste do etilômetro, que apontou embriaguez. Segundo a polícia, todos foram encaminhados para a Polícia Civil, em Cuiabá.
Em 24 horas, três condutores são presos por embriaguez na BR-364 em MT Condutores foram presos após dirigirem embriagados pela BR-364, diz PRF (Foto: PRF/Divulgação)

Três homens foram presos pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) dirigindo embriagados na BR-364, em Santo Antônio do Leverger, a 35 km de Cuiabá, durante as últimas 24 horas.

Segundo a PRF, todos foram submetidos ao teste do etilômetro ("bafômetro"), que apontou a concentração de álcool superior a 0,34 miligramas por litro de ar expelido, o que caracteriza crime pelo Código de Trânsito Brasileiro.

O primeiro flagrante ocorreu no final da tarde de terça-feira (3), após os policiais receberem uma denúncia de que o condutor de um Uno havia atirado pela janela garrafas que pareciam ser de bebidas alcoólicas. Minutos depois o carro passou em frente ao posto da PRF e foi abordado.

Conforme a polícia, o condutor não apresentou documentos pessoais e o teste do bafômetro apontou 0,49 mg/l. Ao buscar pela identidade do condutor, foi descoberto que ele tinha mandado de prisão em aberto expedido pela comarca de Guiratinga, a 334 k da capital.

O outro flagrante ocorreu por volta das 23h [horário de Mato Grosso], no km 400, onde um motorista de 42 anos que dirigia uma Montana recebeu ordem de prisão após o exame apontar resultado de 1,09 mg/l, número três vezes superior ao índice considerado crime.

Já na madrugada desta quarta-feira (4), no km 387, um motociclista foi preso após não obedecer a ordem de parada, tentar fugir por 1 km e, ao ser abordado e submetido ao teste do bafômetro, apresentar resultado de 0,93 mg/l.

Todos os condutores receberam voz de prisão e foram encaminhados para a Polícia Civil em Cuiabá.

Fonte: G1 MT

{{countcoment}} COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
{{car.nome}}
{{car.comentario}}
{{car.mais}}
{{car.menos}}