Sexta-Feira, 23 de Agosto de 2019, 10:26

Notícia:

Criança de oito anos é estuprada e morta por vizinho de 20 anos que é preso em flagrante

Criança de oito anos é estuprada e morta por vizinho de 20 anos que é preso em flagrante Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Uma menina de oito anos foi estuprada e morta na noite da última quarta-feira (17), na  residência onde morava com a família, no bairro São José, em Sorriso (a 397 km de Cuiabá). O suspeito do crime é o vizinho dela, identificado como Jonatan Nicolas Duarte, de 20 anos, e preso pela Polícia Civil. Ele deverá ser encaminhado para a Penitenciária Osvaldo Florentino Leite, também conhecida como "Ferrugem", em Sinop.

A criança foi estuprada, teve o pescoço quebrado e morreu por asfixia, conforme confirmação do médico legista do município. A criança morava com mãe, mas na noite do crime, estava sozinha em casa, enquanto a mãe trabalhava. A mulher contou que chegou em casa, e percebeu que a filha estava desacordada e que tinha sofrido uma convulsão. Ela foi levada às pressas ao Hospital Regional, onde a equipe médica fez manobras de ressuscitação durante 45 minutos, mas a garota não respondeu aos procedimentos e foi confirmado o óbito.

O crime que causou comoção na cidade, em menos de 24 horas, recebeu resposta da Polícia Civil, que tão logo tomou conhecimento prendeu o suspeito, que é vizinho dos fundos da casa da vítima. “A mãe chegou em casa e a criança estava desacordada. O hospital que acionou a Politec, para saber a causa morte. O legista de imediato identificou o causa, pois ela estava o pescoço quebrado e lesões de abuso sexual”, disse o delegado André Eduardo Ribeiro, responsável pelo caso. 

O médico do hospital acionou o Instituto de Medicina Legal (IML) para necropsia com objetivo de descobrir a causa da morte. Na manhã de quinta-feira (18), o legista comunicou o delegado da Polícia Civil, informando que a criança apresentava sinais de abuso sexual bem como indícios de morte violenta.

Segundo a Polícia Civil, a partir desse momento, conta o delegado André Eduardo, todos os policiais passaram a se dedicar ao esclarecimento do caso. Foram identificados três possíveis suspeitos e um deles apresentou contradições nas declarações. Tratava-se de Jonathan Nicolas Duarte, morador dos fundos da casa da vítima.

Levado à Delegacia, o suspeito acabou confessando que durante a madrugada, após fazer uso de bebida alcoólica e entorpecente, aproveitou que a vítima estava sozinha em casa, e foi até a residência dela. 

O velório da criança aconteceu na quinta-feira, por volta das 21 horas, na avenida Claudino Frâncio, no bairro São José. O sepultamento está previsto para ocorrer hoje, em horário a ser definido.   

 

Fonte: Olhar Direto

Comentários

{{countcoment}} COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
{{car.nome}}
{{car.comentario}}
{{car.mais}}
{{car.menos}}